Como saber se meu filho tem Hipotireoidismo?

O Hipotireoidismo é a doença causada pela deficiência na produção ou ação dos hormônios da tireoide, uma glândula de temos na parte anterior do pescoço. É uma glândula que pesa apenas 25-35 g no adulto, mas é importantíssima para o adequado funcionamento do nosso organismo. O Hipotireoidismo é um dos problemas endocrinológicos mais comuns e afeta 2% das mulheres e 0,2% dos homens. Na infância é menos comum que nos adultos, afetando 0,15% das crianças, em uma proporção de 2,8 meninas para cada 1 menino (SETIAN, 2007 e HUANG 2007). Pode ser congênito, quando a criança já nasce com a doença, ou adquirido, quando ela aparece no decorrer da vida.

O Hipotireoidismo Congênito é investigado no teste do pezinho, exame que as crianças recém-nascidas fazem nos primeiros dias de vida. Na maioria das vezes acontece por um defeito na formação da glândula tireoide, tornando-a muito pequena ou ausente. Detectar essa doença nos primeiros dias de vida é fundamental, porque é uma causa de retardo mental prevenível, ou seja, se a criança com hipotireoidismo é tratada adequadamente, terá inteligência normal. Outros sintomas do Hipotireoidismo Congênito não tratado são icterícia por tempo prolongado (cor amarela que as crianças recém-nascidas podem ter na pele e nos olhos), inchaço, língua grande (macroglossia), choro rouco, dificuldade para sugar, diminuição da atividade do bebê (crianças muito “paradinhas”, apáticas) e atraso do crescimento.

O Hipotireoidismo Adquirido, aquele que aparece no decorrer da vida da criança ou do adulto, pode ser causado por deficiência de iodo na alimentação (felizmente incomum depois que o iodo foi adicionado ao sal de cozinha que compramos no supermercado) ou por alguns alimentos (mandioca cassava, pinhão, babaçu, brócolis, soja), que se consumidos em grande quantidade ou de forma exclusiva também podem levar a um quadro de Hipotireoidismo. Entretanto, a causa mais frequente de Hipotireoidismo Adquirido é o que chamamos de Tireoidite Autoimune ou Tireoidite de Hashimoto. Nesse caso, o nosso organismo forma anticorpos contra a glândula tireoide, causando sua destruição gradual. É como se o corpo achasse que a tireoide fosse um vírus ou bactéria que ameaçasse o nosso corpo e que precisasse ser destruído.

Os sintomas do Hipotireoidismo Adquirido podem começar lentamente, desde alguns meses até 2 a 3 anos depois da instalação do processo de destruição da glândula. Pode ser assintomático (sem sintomas), quando descobre-se por acaso em exames de rotina, ou pode apresentar sintomas como cansaço, fraqueza, intolerância ao frio, sonolência, palidez, pele seca, unhas quebradiças, constipação (intestino preso), bócio (mais conhecido como papo, aquele volume na parte anterior do pescoço), ganho de peso, inchaço, dificuldades escolares, baixa estatura (criança baixa) ou até atraso do início da puberdade.
Se você suspeita que seu filho tenha algum desses sintomas e ou se há muitos casos de Hipotireoidismo na família, é melhor procurar um Pediatra ou Endocrinologista Pediátrico para investigação. Um simples exame de sangue pode detectar a doença e o tratamento adequado pode fazer toda diferença para o presente e o futuro da criança ou adolescente.

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *